Nós do Morro estará na Revista Expedição Cultural 2016!

 

Megera Expedição

 

Foto Rany Carneiro: Espetáculo "Domando a Megera" (2015)

 

 

 

O Grupo Nós do Morro tem o prazer de anunciar que foi um dos grupos escolhidos pelo concurso “Expedição Cultural” 2016.

 

O concurso é promovido pela Fundação Assis Chateaubriand com o patrocínio da Petrobras.

 

São 10 vencedores que ganharão um perfil em uma edição da revista Expedição cultural, que será lançada no fim deste ano.

 

Mais um presente pelos 30 anos de existência do Grupo, sendo 15 anos com o patrocínio da Petrobras.

 

Muito obrigado a todos que votaram no Grupo Nós do Morro!

 

#NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorrosustentável

 

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

 

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

 

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

 

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

 

Links para páginas de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

 

http://riseup.care/

 

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

 

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

 

 

 

 

 

259 Hits

CINE NÓS DO MORRO- CICLO CINEMA BRASIL: O Porto do Rio, de Luciana Bezerra e Pedro Évora.

O Porto do Rio 25julho

 

 

 

 

Grupo Nós do Morro e Petrobras apresentam o “Cine Nós do Morro- Ciclo Cinema Brasil”, uma atividade gratuita, aberta ao público, que oferece sempre um bom filme e debate após as sessões, visando à educação, o entretenimento e a difusão da cultura cinematográfica.

 

O “Ciclo Cinema Brasil” apresenta um panorama do cinema plural produzido nos estados brasileiros. 

 

Segunda, dia 25 de julho às 19h30, exibiremos o filme: O Porto do Rio, de Luciana Bezerra e Pedro Évora.

 

Após a sessão, debate com os diretores e mediação Gustavo Melo.

 

 

SOBRE O FILME

 

Sinopse

 

O Porto do Rio é um documentário que narra, por meio de entrevistas com moradores

e técnicos, a transformação da região portuária da antiga capital do Brasil em face às

obras de reestruturação urbana promovida pelo projeto Porto Maravilha. O filme

percorre a vertente cultural do samba na região, para contar a história do principal

porto de escravos das Américas e ensaiar caminhos e desejos para a consolidação do

bairro no coração do Rio de Janeiro.

 

Classificação Indicativa: Livre

 

Duração: 85 minutos

 

 

 

Ficha Técnica

 

Direção: Pedro Évora e Luciana Bezerra

Roteiro: Joana Mariani e Felipe Lacerda

Empresa produtora: Planetário Filmes

Produção: Joana Mariani e Matias Mariani

Co-Produção: Rio Filmes

Fotografia: Rodrigo Graciosa

Montagem: Leticia Giffoni, Felipe Lacerda e Júlia Murat

Música: Lucas Marcier e Fabiano Krieger

 

 

 

SERVIÇO DO CINE NÓS DO MORRO:

 

Toda última segunda-feira do mês.

 

Horário: 19h30

 

Local: Casarão do Grupo Nós do Morro (Rua Dr. Olinto de Magalhães, 54, Vidigal)

 

Entrada gratuita: Distribuição de senhas 30 minutos antes da sessão

 

Lotação da sala: 50 pessoas

 

 

#NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorrosustentável

 

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

 

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

 

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

 

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

 

Links para páginas oficiais:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

 

http://riseup.care/

 

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

 

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

226 Hits

"Maratona Cultural Nós do Morro 30 anos": O nosso muito obrigado!

Logo Maratona para Site

 

 

 

O Grupo Nós do Morro completa 30 anos de atividades artísticas e culturais ininterruptas em 2016 e para comemorar uma data tão importante promoveu a “Maratona Cultural Nós do Morro 30 anos”.

 

O evento aconteceu no dia 2 de julho e só foi possível porque existem pessoas que acreditam na importância do investimento em cultura por um mundo melhor.

 

O nosso muito obrigado a todos aqueles que acreditam no trabalho realizado pelo Nós do Morro há 30 anos!

 

 

 

A Noite Power Sound

Agtal  

Associação de Moradores da Vila do Vidigal

Associação Esportiva e Cultural Horizonte

Baixo Vidigal 

Banheiro VIP

Bodinho

Bunker 

Café 3 Corações  

Da laje 

Depósito Bebida em lata

Dó Vídeo Fotografia

Dolce Ofício

Dominos Pizza

Dona Natureza

Esquina da Pizza

Etc Locações

Fábrica de Pão

Flora Santa Clara

Garden Center Norte

Gelo Gerônimo  

Instituto Mazan 

Kovac

MB Grill 

Mirante do Arvrão  

Padaria Cariocando

Paiva Fotografia

Parceiros do Vidiga

Praianinha

Rádio Estilo Livre

Restaurante Barlacubaco  

Restaurante Cardápio

Rise Up Care 

Sprint

Studio Vidigal

Supermercado Super Rede

Total Arte

UPP Vidigal

Vila Olímpica do Vidigal

Winfinet

 

 

#NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

 

 

 

Links para nossas páginas oficiais:

 

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

 

Links de nossos parceiros:

 

 

http://ppc.petrobras.com.br/

http://riseup.care/

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

 

 

Logos Site

 

 

162 Hits

"Machadiando- Três Histórias de Machado de Assis" inaugura o Teatro do Vidigal

24junho Foto Machadiando

 

Foto Acervo Nós do Morro: Flávia Frenzel (esq.) e Mary Sheyla em "Machadiando- Três Histórias de Machado de Assis".

 

 

Três textos dramáticos de Machado de Assis traçam um retrato irônico da sociedade burguesa do Rio de Janeiro na passagem do Império para República. Lição de Botânica, Antes da Missa e Hoje Avental, Amanhã Luva mostram o panorama da sociedade brasileira do século XIX e as contradições das elites, sujeitas às mudanças ocorridas no país durante o Segundo Reinado.

 

 

Guti conta que a inspiração para encenação em 1996 foi a necessidade da montagem de uma nova peça teatral, que desde a saída do Padre Leeb não acontecia, inspirando assim a montagem de “Machadiando- Três Histórias de Machado de Assis”. Nessa ocasião também ganhamos nossa primeira mesa de luz. Logo na estreia, conseguimos trazer ninguém menos do que a crítica teatral, autoridade na obra de Shakespeare, Barbara Heliodora. “Teatro que é teatro tem que ter cortina de veludo vermelha”, ela disse. E o nosso tinha. Depois disso, recebemos também Cicely Berry, preparadora vocal do Royal Shakespeare Company, que virou nossa parceria eterna. O espetáculo nos carimbou com o nosso primeiro prêmio: fomos agraciados com o IX Prêmio Shell de Teatro, na categoria Especial, e indicados ao Mambembe. Os títulos soavam como uma primeira vitória rumo ao reconhecimento do Nós do Morro como companhia de teatro profissional. Considerados nossos dez anos de carpintaria artística, estava ali registrada, finalmente, a nossa carteira de identidade. A partir desse momento, as portas se abriram.

 

 

O Nós do Morro tem 30 anos de história pra contar, semana que vem tem mais!

 

 

 #NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

Links de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

http://riseup.care/

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

180 Hits

CINE NÓS DO MORRO- CICLO CINEMA BRASIL: Favela Gay, de Rodrigo Felha

             Cartaz 27junho

 

 

Grupo Nós do Morro e Petrobras apresentam o “Cine Nós do Morro- Ciclo Cinema Brasil”, uma atividade gratuita, aberta ao público, que oferece sempre um bom filme e debate após as sessões, visando à educação, o entretenimento e a difusão da cultura cinematográfica.

 

O “Ciclo Cinema Brasil” apresenta um panorama do cinema plural produzido nos estados brasileiros. 

 

Segunda, dia 27 de junho às 19h30, exibiremos o filme: Favela Gay, de Rodrigo Felha.

 

Após a sessão, debate com o diretor Rodrigo Felha e mediação Luciana Bezerra.

 

SOBRE O FILME

 

Sinopse

 

“FAVELA GAY” mostra como é a vida da comunidade LGBT nas favelas do Rio de Janeiro. Não é algo fora do normal, afinal, gays existem em todo lugar, seja no morro ou no asfalto. Mas trata do assunto com a participação de outros signos – o tráfico, as igrejas evangélicas e a vizinhança. O filme também aborda as questões comuns dos homossexuais e transexuais: homofobia, preconceito, aceitação da família, trabalho e o dia a dia com a sociedade. Apesar das adversidades, cada personagem, inserido no cotidiano de sua comunidade, conta como reinventou sua história através da música, da dança, da política e do estudo.

 

Classificação Indicativa: 14 anos

Duração: 72 min

 

Ficha Técnica

 

Direção: Rodrigo Felha

Roteiro e pesquisa: Ana Murgel

Empresa Produtora: Luz Mágica

Produção: Renata Almeida Magalhães e Carlos Diegues

Produção Executiva: Carlos Eduardo Valinoti

Fotografia: Arthur Sherman

Montagem: Quito Ribeiro

Som Direto: Pedro Saldanha

Trilha Sonora: Ricardo Imperatore

 

 

SERVIÇO DO CINE NÓS DO MORRO:

 

Toda última segunda-feira do mês.

 

Horário: 19h30

 

Local: Casarão do Grupo Nós do Morro (Rua Dr. Olinto de Magalhães, 54, Vidigal)

 

Entrada gratuita: Distribuição  de senhas 30 minutos antes da sessão

 

Lotação da sala: 50 pessoas

 

 

#NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorrosustentável

 

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

 

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

 

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

 

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

 

Links para páginas oficiais:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

 

http://riseup.care/

 

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

 

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

 

 

 

 

294 Hits
0 Comments

O nascimento do Núcleo Audiovisual Nós do Morro

 

 

Matéria Jornal em baixa

 

Foto Acervo Nós do Morro: Matéria do Jornal do Brasil em 21 de outubro de 1997. Na foto: Primeira turma de cinema com Rosane Svartman (de vermelho).

 

 

Tudo começou em 1994 com a parceria de Rosane Svartman e Vinicius Reis com o Grupo, quando Vinicius assumira a direção e Rosane o roteiro do curta-metragem “Testemunho Nós do Morro”, que conta a história de 10 anos do Grupo com ênfase na construção do Teatro do Vidigal e nova peça que estava sendo ensaiada. Durante as gravações, que culminam com a estreia de “Machadiando - Três Histórias de Machado de Assis”, a dupla percebe o interesse dos jovens pela técnica que está por trás das lentes.

 

 

Com o final das filmagens do documentário, Rosane e Vinicius propõem a criação de uma turma de estudos cinematográficos.  O trabalho se desenvolve em duas frentes: aulas teóricas de história do cinema, direção e roteiro na própria sede, que nesse momento era o Teatro do Vidigal, ainda em construção. E aulas práticas no Centro Técnico Audiovisual (CTAv, da Funarte), onde ficava a antiga Embrafilme, e nas salas de cinema do Grupo Estação.

 

 

 

No ano de 1996 o documentário "Testemunho Nós do Morro" é lançado e nasce o “Núcleo Audiovisual Nós do Morro”. 

 

 

 

Com dois anos de aulas e experimentos fílmicos, o Grupo faz seu primeiro intercâmbio, com a vinda de jovens de Portugal, Colômbia, França e Alemanha ao Brasil para a troca de vivências e experiências com o fim de produção de um vídeo, fruto desta experiência. O intercâmbio, uma parceria entre o Projeto Chapitô, de Lisboa e o Nós do Morro, consistiu em encontros realizados no Teatro do Vidigal, nos quais tiveram participação os integrantes do Grupo que já estavam envolvidos na área do audiovisual (participando de oficinas ministradas por Vinicius e Rosane). Como resultado do processo, foi finalizado o roteiro de um curta, denominado “Mala Macaca”, que começou a ser filmado no Brasil e finalizado em Lisboa, pela equipe do Chapitô. Era a primeira vez que o Nós do Morro saia do Brasil.

 

Desde a sua fundação em 1996 até os dias de hoje, o Núcleo já produziu mais de vinte curta metragens e longas-metragens documentários e formou  profissionais que hoje fazem o cinema brasileiro.

 

 

 #NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

 

 

 Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

 

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

 

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

 

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

Links de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

 

http://riseup.care/

 

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

 

 

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

 

178 Hits
0 Comments

"Ciranda da Leitura": Biblioteca Nós do Morro estimulando a leitura

 

 

 

Malala - Largada 2

Foto de Divulgação: Turma de adolescentes recebendo os livros para iniciar a "Ciranda da Leitura"

 

 

 

O Grupo Nós do Morro tem o prazer de anunciar o inicio do projeto “Ciranda da Leitura”, promovido pela Biblioteca Nós do Morro, visando estimular e difundir a leitura.

 

A turma envolvida nessa atividade extra é a de adolescentes, que participa das oficinas oferecidas pelo projeto financiado pela Petrobras.

 

A primeira edição do projeto “Ciranda da Leitura” propõe leitura do livro “Eu sou Malala”, de Malala Yousafzai e Christina Lamb. Foram doados quatro livros para leitura através de rodízio: cada um dos 26 alunos terá duas semanas para leitura do livro que será transferido para o próximo leitor após o prazo.

 

Ao final da leitura por todos os alunos, acontecerá um “Cine Especial” no dia 19 de setembro às 19h, com a exibição do documentário “Malala” e um bate papo ao final com a participação de Rosane Svartman, Fabricio Santiago e Olavo Wyszomirski, que doaram cada um, um exemplar do livro “Eu sou Malala”.

 

A Biblioteca Nós do Morro funciona às quartas e quintas de 15h00 às 19h30.

Julia Bracelis estará lá para orientar e sugerir títulos de seu interesse.

 

Venha nos visitar e entre nessa Ciranda também!

 

 

 

#NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

  

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

 

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

 

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

 

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

Links de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

 

http://riseup.care/

 

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

 

 

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

 

 

370 Hits
0 Comments

Nós do Morro no Expedição Cultural 2016

 

 

Foto Megera

 

Foto de Divulgação do espetáculo "Domando a Megera", 2015: Rany Carneiro

 

 

Realizado pela Fundação Assis Chateaubriand, com o patrocínio da Petrobras, o concurso cultural Expedição Cultural, em sua 5ª edição, tem o objetivo de promover a cultura, o turismo e a cidadania; reconhecer e divulgar os principais grupos culturais; incentivar as artes cênicas e os grupos culturais; contribuindo para a elevação e divulgação turística do Brasil e valorizando a memória cultural do país.

 

Foram eleitos 24 grupos que serão apresentados no site do Expedição Cultural (www.expedicaocultural.com.br) para que o público eleja os 10 grupos que receberão a visita dos nossos jornalistas. Eles irão acompanhar ensaios e apresentações e colher perfis de atores, diretores, produtores e bailarinos.

 

Entre eles, está o Grupo Nós do Morro que completa 30 anos em 2016!

 

Toda esta expedição será registrada e as histórias contadas na Revista Expedição Cultural 2016, que poderá ser colecionada. A distribuição será realizada gratuitamente em diversos pontos turísticos de Minas Gerais.

 

Entre, cadastre-se e vote no Nós do Morro para que os 30 anos de história do Grupo sejam registrados na revista “Expedição Cultural 2016”.

 

O público, que está convidado a participar desta expedição desde a escolha dos grupos à definição do vencedor, também contribuirá com o envio de uma frase ou texto que estimule as pessoas a irem ao teatro.

 

Uma comissão julgadora elegerá as melhores frases que vão para votação popular no site.

 

 

Como premiação, o autor da melhor resposta será contemplado com um passaporte cultural personalizado: uma viagem com acompanhante para uma experiência cultural em uma capital pré-determinada pela produção do concurso.

 

 

 #NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

  

 

Links para nossas páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

Links de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

http://riseup.care/

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

 

 

 

 

124 Hits
0 Comments

Nós do Morro e Shop4Help, juntos por um BEM maior

 

Imagem para postagem no Facebook

 

 

O Grupo Nós do Morro está cadastrado no Shop4Help, um site de compras online que representa diversas marcas e lojas.

 


No Shop4Help você pode fazer suas compras online e escolher a nossa instituição como sua causa favorita para nos doar uma porcentagem do valor da sua compra, sem que ela fique mais cara para você, e também pode doar através da doação direta! 

 


Além disso, a cada novo cadastro feito no http://www.shop4help.com/#/, o Shop4Help nos doará R$ 5,00!

 

É muito simples fazer o cadastro, segue o passo a passo:

 

1) Acesse http://www.shop4help.com/#/signup

2) Registre-se com seu nome, e-mail e senha

3) Escolha a GRUPO NÓS DO MORRO como sua causa favorita

4) Faça a verificação de e-mail na sua caixa de entrada

 

 

E pronto! O Shop4Help doará R$ 5,00 ao Nós do Morro pelo seu cadastro até essa sexta, dia 10 de junho.


Cadastre-se, não custa nada!

 

 #NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

 

  

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

Links de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

http://riseup.care/

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

 

 
142 Hits
0 Comments

DE TIJOLO EM TIJOLO SE CONSTRUIU O TEATRO DO VIDIGAL

 

 Teatro Antigamente

 

Fotos Acervo Nós do Morro (1994): Integrantes do Grupo na obra do Teatro do Vidigal.

 

 

Em 1995/1996, o Nós do Morro passa a viver uma nova fase, com a consolidação da nossa mudança para o terreno nos fundos da EM Almirante Tamandaré, onde nos instalamos nos pilotis do prédio. O espaço no qual o grupo se abrigou era um vão aberto embaixo das salas de aula, onde existia uma grande pedra que ocupava a maior parte do local. Ali eram guardados materiais de cena e figurinos e, com o dinheiro das bilheterias das apresentações do Show das Sete no pátio da escola e ajuda de comerciantes locais, conseguimos alguns trocados para fechar uma “caixa”, que servia de sede e depósito das nossas traquitanas.

 

O tempo passou e surge a ideia de construção de um espaço maior, que pudesse funcionar como espaço de apresentação e de sede do grupo. Depois de muita conversa com a então diretora do Tamandaré, a professora Márcia Brasil e da ajuda dos cineastas Vinícius Reis e Rosane Svartman - que se tornariam os fundadores do Núcleo de Audiovisual do Nós do Morro- resolvemos iniciar a construção do Teatro do Vidigal.

 

 

Vinicius e Rosane subiram o morro para rodar o documentário Testemunho Nós do Morro, projeto que tinha recebido um patrocínio da prefeitura.  E logo se encantaram com o projeto, transformando-se em parceiros de primeira hora do grupo, destinando uma parte da verba do filme para ajudar na construção do teatro. Os comerciantes locais também foram de muita ajuda, doando material ou dinheiro para comprar o que faltava.

 

 

Uma das tarefas mais difíceis foi quebrar a pedra gigante que ficava no espaço compreendido pelos pilotis da escola. Depois de muitas unhas quebradas, dedos amassados e colunas estropiadas, se conseguiu algum para contratar um especialista que, em um dia, quebrou o dobro de pedra que a gente tinha conseguido quebrar em um mês. Guti comentava: “mas ele corta a pedra como se estivesse cortando manteiga!”. Em resumo o homem acabou com a pedra em menos de uma semana e no lugar dela surgiram o espaço dos camarins, da cabine de iluminação e a plateia do nosso teatrinho. Outra façanha homérica foi a laje da entrada do teatro. Teve gente do grupo que baixou enfermaria com problemas cervicais. E até hoje, a façanha destes artistas movidos a sanduiches de pão com mortadela e coca-cola é lembrada pelas dores de joelhos e na coluna dos pioneiros que fizeram parte deste grupo para a concretização de mais um sonho do Nós do Morro.

 

Aqueles que não acreditam nessa história podem pedir exames de raio X das colunas da galera que “trabalhou” na construção do teatro e poderão comprovar o quão duro é a vida de pedreiro e servente, pois como não havia dinheiro, todo mundo botava a mão na massa e os baldes de pedra e concreto nas costas.

 

 

O Teatro do Vidigal ficou pronto em meados de 1996 para a estreia do espetáculo Machadiando – três histórias de Machado de Assis, que cumpriu temporada até meados de 1997, tendo sido reapresentado em 1998 no Teatro da Casa de Cultura Laura Alvim. Com direção de Guti Fraga, direção musical de José Luiz Rinaldi, iluminação do saudoso Fred Pinheiro, cenários de Fernando Mello da Costa e consultoria de Zezé Silva e Luiz Paulo Corrêa e Castro, Machadiando marcou o início da segunda fase do Nós do Morro. O primeiro espetáculo montado pelo grupo fora do espaço do Centro Comunitário do Padre Leeb e, talvez, a inauguração do primeiro teatro de estrutura profissional montado numa favela do Rio de Janeiro, quiçá do Brasil inteiro.

 

 

Acompanhe a história dos 30 anos de trajetória do Grupo Nós do Morro.

Semana que vem tem mais!

 


#NósdoMorroAno30#20anosdeCineNósdoMorro#NósdoMorroSustentável

  

 

Links para páginas oficiais:

 

https://www.youtube.com/user/cinenosdomorro

https://www.facebook.com/grupo.nosdomorro/?fref=ts

https://www.facebook.com/integrantes.nosmorro?fref=ts

https://www.facebook.com/CAMPINHO-SHOW-607693089282390/

 

Links de nossos parceiros:

 

http://ppc.petrobras.com.br/

http://riseup.care/

http://www.sbcirj.org.br/sobre-nos/parcerias.asp

http://www.grupoestacao.com.br/grupoestacao/salas/espaco.php

 

 

Teatro hoje

 

Foto Acervo Nós do Morro: Fachada atual do Teatro do Vidigal

 

 

 

2065 Hits
0 Comments